Bastidores do Álbum

 

Dia...ahhh...Dia...

Assim como no cinema, existe uma preparação para produzir um álbum em quadrinhos ou um livro. É claro que não é o martírio de uma

pré-produção de um filme ou de um documentário, onde muitas pessoas estão envolvidas, locações,(…) entrevistas são definidas e um esquema de produção é acertado. Produzir uma HQ é mais intimista.

No meu caso, que trabalhei sozinho no roteiro e na arte, foi uma relação muito próxima com a pesquisa, com as referências fotográficas da I e II Grandes Guerras que eu tinha em mãos e com os desenhos ao longo do caminho…

Escolhi dar um acabamento final que deixasse tudo bem escuro, pesado e grosseiro, que combinou com meu traço sujo e mais solto. Muito diferente do tempo que eu desenhava cartum, “engessado” nas linhas limpas e “certinhas”…

Assim, agora mais livre, a arte-final na passagem pelo computador deixou apenas a textura mais uniforme nos riscos e rabiscos, pra compor um clareamento ao longo da história, deixando o “GUERRA 1914-1918” claro em oposição ao escuro “GUERRA 1939-1945”.

Em 10 anos, quase 400 folhas foram produzidas. Cada álbum no final ficou com 136 e 144 páginas. Muitas delas eu não gostei de fazer, muitas não tiveram o resultado esperado… enfim…

O estilo que escolhi, deixando a arte mais realista, “uma mescla de livro ilustrado com histórias em quadrinhos” (segundo alguns especialistas
em HQ) e o texto que remete a reflexões sobre as atrocidades da guerra, sem “levantar bandeiras” ou apontar heróis e vilões do maniqueísmo tão comum na literatura, no cinema e até mesmo nos quadrinhos de guerra, acredito que foram o diferencial que despertou o interesse de uma editora em publicar inicialmente o meu trabalho.

Imagino que se tivesse feito uma HQ dentro dos padrões, dificilmente conseguiria ter encontrado espaço no mercado cada vez mais engolido pelos “american comics”, “mangás” e pelas “adaptações” da literatura, daí voltaria pro limbo de uns anos atrás, em que passei quase uma década sem desenhar, cansado da correria do ‘trabalho descartável’ da publicidade e de fazer cartuns e desenhos de humor (que definitivamente abalaram meu senso de humor!) e sem dúvida alguma, depois de ler o “GUERRA 1939-1945″ ou o “GUERRA 1914-1918”… sorrir será a última coisa que passará pela sua cabeça… “Não esqueçam a guerra, porque quem esquece, faz de novo.”

Nas próximas páginas, deixo uma amostra do meu muito lento modo de produção, entre rabiscos de lápis, bicos de pena e canetinhas… as folhas de papel vão se amontoando e dando forma a histórias, capítulos, álbuns…

Julius

 

Idéia pra capa…trocando o sorriso pela agonia.

Galeria de rabiscos…

Julius Ckvalheiyro – GUERRA 1914-1918

A novidade “moderna”…

Julius Ckvalheiyro – GUERRA 1914-1918
Julius Ckvalheiyro – GUERRA 1914-1918
Julius Ckvalheiyro – GUERRA 1914-1918
Julius Ckvalheiyro – GUERRA 1914-1918
Julius Ckvalheiyro – GUERRA 1914-1918
Julius Ckvalheiyro – GUERRA 1914-1918

Os combates no front prussiano…

dos destacamentos surgiu um duelista solitário.

Julius Ckvalheiyro – GUERRA 1914-1918

A foto que deu origem a uma história…

Julius Ckvalheiyro – GUERRA 1914-1918
Julius Ckvalheiyro – GUERRA 1914-1918

Manfred von Richthofen em uma bio bônus no álbum.

Julius Ckvalheiyro – GUERRA 1914-1918
Julius Ckvalheiyro – GUERRA 1914-1918
Julius Ckvalheiyro – GUERRA 1914-1918
Julius Ckvalheiyro – GUERRA 1914-1918
Julius Ckvalheiyro – GUERRA 1914-1918
Julius Ckvalheiyro – GUERRA 1914-1918
Julius Ckvalheiyro – GUERRA 1914-1918

A cavalaria cada vez mais ineficiente na “guerra moderna”.

Julius Ckvalheiyro – GUERRA 1914-1918
Julius Ckvalheiyro – GUERRA 1914-1918
Julius Ckvalheiyro – GUERRA 1914-1918

Último registro de Richthofen?

Julius Ckvalheiyro – GUERRA 1914-1918
Julius Ckvalheiyro – GUERRA 1914-1918

As atrocidades contra o povo armênio…

Julius Ckvalheiyro – GUERRA 1914-1918

As mães em marcha… expulsas de suas casas pela intolerância…

Julius Ckvalheiyro – GUERRA 1914-1918
Julius Ckvalheiyro – GUERRA 1914-1918

Mais uma história por trás de uma imagem…

Julius Ckvalheiyro – GUERRA 1914-1918
Julius Ckvalheiyro – GUERRA 1914-1918
Julius Ckvalheiyro – GUERRA 1914-1918

A “pomba” alemã…

Julius Ckvalheiyro – GUERRA 1914-1918

A agonia do “Barão Vermelho” após ser atingido em combate…

Julius Ckvalheiyro – GUERRA 1914-1918
Julius Ckvalheiyro – GUERRA 1914-1918
Julius Ckvalheiyro – GUERRA 1914-1918

O combate em retrato…

Julius Ckvalheiyro – GUERRA 1914-1918

Modelos e referências dos modelos de aeronaves…

Julius Ckvalheiyro – GUERRA 1914-1918
Julius Ckvalheiyro – GUERRA 1914-1918
Julius Ckvalheiyro – GUERRA 1914-1918

Referências de uniformes: Catálogo de um fabricante de bonecos realistas de GUERRA (indicação de Raphael Strobel e Eduardo Novaes que, juntamente com Ronaldo “Sasá”, são grandes amigos e colecionadores malucos desses brinquedos caros!)

Voltar ao topo…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s